Viajando pelo mundo virtual encontrei  esse poema  de Jessier Quirino, que faz uma viagem as “coisas” do passado com muito saudosismo e dar um show de interpretação, vale a pena conferir  pois o arquivo é leve e não precisa nem esperar para que ele carregue é super rápido mesmo. Divirtam-se.

Postagem: Domingos Toscano

Anúncios

Sobre Domingos e Junior

somos Pedagogo e geógrafo

Uma resposta »

  1. Fui-me embora pro passado e senti o frescor da água de pote. Lá a água era de bica quando não tinha água da pipa.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s