O BAÚ DE ZÉ FELIZARDO E AS COISAS DE FLORÂNIA

O blog esteve hoje(27/02/11) na residência do maior colecionador das COISAS DE FLORÂNIA, o nosso amigo José Felizardo Neto (Zé Felizardo).

Aproveitamos o momento e formamos uma parceria real e virtual para juntos divulgarmos todo o acervo político, histórico e cultural do seu baú.

Em breve estaremos postando a mais nova categoria das Coisas de Florânia: O BAÚ DE ZÉ FELIZARDO.

Zé Felizardo, Domingos Toscano(Didi) e Junior Galdino

Aqui estamos pousando com Zé Felizardo ao lado de uma pequena amostra do seu acervo, merecendo destaque um gravador SANYO onde ele registrou em FITA K7 comícios das eleições para prefeito de 1982 e outras.

Zé Felizardo estendendo sua bandeira quando foi candidato a vereador em 1982.

Fotos e texto por Junior Galdino

Anúncios

Resgatando a história de nossa infância

Outro dia ao ver uma matéria neste blog postada pelo meu compadre Junior Galdino de autoria do Prof. Jackislandy Meira de Medeiros Silva, sobre  o choque de gerações, lembrei da questão dos brinquedos, revirei meus arquivos da faculdade e encontrei um projeto de iniciativa da professora Lucimar de currais Novos ministrado na disciplina de Educação infantil na Turma 2008.1 da UVA, da qual faço parte com muito orgulho.

Nesse projeto tratamos de resgatar a importância dos brinquedos da infância de nossos pais e porque não dizer da minha também.

Tal projeto teve sua culminância no Parque da cidade onde foram apresentados as crianças diversos brinquedos de época, como a roladeira, a pipa, a bola de meia, brincadeiras, cantigas de roda e outras.

O mais interessante foi a forma como as crianças participaram das brincadeiras, com interesse de saber como brincar com tais brinquedos, como teriam sido feitos e a alegria radiante dos pais em poder compartilhar com seus filhos aquele momento.

Fica aqui o agradecimento a todos que participaram deste acontecimento  ímpar e em especial a Professora Lucimar por proporcionar tamanha alegria a todos que se envolveram neste maravilhoso evento.

Texto e foto por Domingos Toscano.

FLORÂNIA, A FLOR DO SERIDÓ

Certo dia estava eu rodeado de gente curiosa, os turistas que de vez em quando aparecem por aqui em Florânia.

Entre passeios, explicações, revelações e curiosidades eis que um deles, um senhor de mais ou menos uns 55 anos, branco, olhos pretos, cabelos grisalhos e com um leve tom de ironia indagou-me acerca da origem do nome do nosso município. “Meu rapaz, já olhei para um lado, olhei para outro e até agora não vi nenhuma quantidade significativa de flores para chamar sua cidade de CIDADE DAS FLORES. Onde estão estas tão famosas flores que não vejo”?

Nessa hora “o sangue subiu para a cabeça”, “as zureia isquentaro” e a resposta saiu de dentro do coração.

“Desculpe-me a sinceridade, mas o senhor está equivocado e muito mal informado, pois nossa querida Florânia não é a terra das flores. Ela é mais do que isso: é a PRÓPRIA FLOR DO SERTÃO DO SERIDÓ, porque nenhuma outra cidade do Rio Grande do Norte tem sua história enraizada nas flores do Bugi Vermelho e da Rainha do Prado.”

Por isso sempre falo que FLORÂNIA É A CIDADE FLOR DO SERIDÓ. Porque melhor do que ser das flores é ser por si a própria FLOR.

Foto e texto por Junior Galdino

A NOVA ARQUITETURA DE FLORÂNIA – 3º olhar

A Nova Arquitetura de Florânia é uma série do Blog Coisas de Florânia, tendo por objetivo enaltecer as construções contemporâneas do município.

Ao término da série iremos postar um texto abordando uma analogia do passado e o contemporâneo sobre as construções das COISAS DE FLORÂNIA.

Foto e texto informativo por Junior Galdino 

O DESAFIO DAS COISAS DE FLORÂNIA ESTÁ DE VOLTA

No início do Blog www.coisadeflorania.wordpress.com nós postamos um desafio sobre as COISAS de nossa cidade  e agora estamos mais uma vez lhe desafiando.

VOCÊ CONSEGUE descobrir as Coisas de Florânia? 

Então descubra que rua e quais casas são essas, no final dos anos 20, Século XX !

DICA – Ano da foto 1929

E o blog  ainda pergunta: Por que as pessoas da foto estão pousando para a objetiva do fotógrafo?

Que momento histórico era esse para AS COISAS DE FLORÂNIA?

E AÍ, VOCÊ CONSEGUE?

Reprodução da foto por Junior Galdino